Rafael de Bivar Marquese

 

 

 

 

Possui graduação (1993), mestrado (1997) e doutorado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (2001). Livre-docente em História da América Colonial (2012). Professor do Departamento de História da FFLCH/USP, e coordenador (com João Paulo Garrido Pimenta) do Laboratório de Estudos sobre o Brasil e o Sistema Mundial (Lab-Mundi) na mesma instituição.
(Texto informado pelo autor)

Sala: N3
E-mail: marquese@usp.br
Currículo Lattes
Linhas de pesquisa:Escravidão e História Atlântica

Orientação dada
Mestrado e doutorado
 
Algumas publicações
  • Feitores do corpo, missionários da mente. Senhores, letrados e o controle dos escravos nas Américas, 1660-1860. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.
  • (com Márcia Regina Berbel) “The absence of race: slavery, citizenship, and pro-slavery ideology in the Cortes of Lisbon and the Rio de Janeiro Constituent Assembly (1821-1824)”. In: Social History, 32 (4): 415-33, November 2007.
  • “Revisitando casas grandes e senzalas: a arquitetura das plantations escravistas americanas no século XIX”. In: Anais do Museu Paulista. História e Cultura Material. Nova Série. 14 (1): 11-57, jan.-jul.2006 (www.scielo.br)
  • (com Dale Tomich) “O Vale do Paraíba escravista e a formação do mercado mundial do café no século XIX”. In: Keila Grinberg e Ricardo Salles (org.) O Brasil Império (1808-1889). Volume 2 (1831-1870). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008
  • “Estrutura e agência na historiografia da escravidão: a obra de Emília Viotti da Costa”. In: Luca, T.R.; Bezerra, H.G.; Ferreira, A.C. O historiador e seu tempo. São Paulo: Ed.Unesp, 2008 (no prelo).