Professor Livre Docente

Adone Agnolin

 

 

 

 

Graduação em Filosofia e especialização em História das Religiões, junto à Università degli Studi di Padova (1987), Itália. Doutorado em Sociologia (1998) e Pós-Doutorado em História Social (2000-2003), junto à Universidade de São Paulo (USP), Brasil. Desde 2003, Professor Doutor em História Moderna no Departamento de História da Universidade de São Paulo. Já integrante do Projeto Temático de pesquisa, do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), "Missões Cristãs e Populações Indígenas: o problema da mediação cultural" e do Projeto Temático "Dimensões do Império Português", do Departamento de História - FFLCH-USP, Cátedra 'Jaime Cortesão' e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP): no interior do qual foi, finalmente, coordenador do Núcleo Temático "Religião e Evangelização". Atua, sobretudo, na área de História Moderna, com ênfase em História Moderna e Colonial, História das Religiões, História da Reforma e da Contra-Reforma, Catequese e Missionação, Colonização e Mediação Cultural entre Europa, América e Ásia, Antropologia Histórica.
(Texto informado pelo autor)

Sala: N2
E-mail: adone@usp.br
Curriculum Lattes
Linhas de pesquisa: História Moderna e Colonial; História das Religiões; Catequese, Missionação e Mediação Cultural entre Europa, América e Ásia; Antropologia Histórica.

Orientação dada
Mestrado e Doutorado.
 
Algumas publicações
Livros
  • O APETITE DA ANTROPOLOGIA - O Sabor Antropofágico do Saber Antropológico: alteridade e identidade no caso tupinambá. São Paulo, Associação Editorial Humanitas, 2005.
  • JESUÍTAS E SELVAGENS - A Negociação da Fé no encontro catequético e ritual americano - séculos XVI-XVII. São Paulo, Humanitas/FAPESP, 2007.
Artigos
Capítulos de livros
  • Catequese e Tradução: gramática cultural, religiosa e lingüística do encontro catequético e ritual nos séc. XVI-XVII. In: "Deus na Aldeia: missionários, índios e mediação cultural". Paula Montero (Org.). São Paulo, Editora Globo, 2006.

Ana Paula Torres Megiani

 

 

 

 

Possui Graduação em História pela Universidade de São Paulo (1987), Mestrado (1995), Doutorado (2001) e Livre Docência (2015) em História Social pela Universidade de São Paulo. Ingressou como professora do Departamento de História da Universidade de São Paulo em 2003 na área de História Ibérica, onde atualmente ocupa os cargos de Professor Associado desde 3/2015 e Coordenadora do Curso de Bacharelado em História desde 8/2013. Entre 2013 e 2015 foi co-ministrante do Master de Estudios Brasileños, convênio Universidade de São Paulo e Universidade de Salamanca, na área de História do Brasil. É autora dos livros "O jovem rei encantado: expectativas do messianismo régio em Portugal - sécs. XIII-XVI" (Ed.Hucitec, 2003) e "O rei ausente: festas e cultura política nas visitas dos Filipes a Portugal 1581 e 1619" (Ed. Alameda, 2004), e organizadora dos livros coletivos "Inês de Castro: a época e a memória" (Ed. Alameda, 2008), "O Império por escrito" (Ed. Alameda, 2009) e ?O Brasil na Monarquia Hispânica: novas interpretações? (Ed. Humanitas 2014). Possui ainda diversos artigos publicados em livros e periódicos internacuionais. É pesquisadora da Cátedra Jaime Cortesão-FFLCH/USP desde 2002 e responsável pelo convênio FFLCH-USP/Instituto Camóes de Portugal desde 12/2015. Dentre inúmeros projetos de pesquisa, foi pesquisadora integrante do Projeto Temático FAPESP ?Dimensões do Império Português? (2005-2009) e coordenadora do núcleo brasileiro do Projeto ?O Brasil na Monarquia Hispânica. Cultura Política, Negócios e Missionação durante a União das Coroas Ibéricas e a Guerra de Restauração. 1580-1668? (USP-USAL 2012/2015). Possui dois Pós-Doutorados internacionais concluídos: no Instituto de Ciências Sociais-Universidade de Lisboa em 2003 e na Universidade Complutense de Madrid em 2006. As áreas de especialização concentram-se em História da Cultura na Baixa Idade Média e Época Moderna, atuando principalmente nos seguintes temas: história de Portugal e Espanha , memória política, monarquia filipina e união ibérica.
(Texto informado pelo autor)

Sala:N2
E-mail: megiani@usp.br
Curriculum Lattes
Linhas de pesquisa:História da Cultura, Cultura Política História da Arte, Arquitetura e Urbanismo - Mundo Ibérico/Baixa Idade Média e Época Moderna.
Links para alguns trabalhos da docente:

Memória e conhecimento do mundo: coleções de objetos, impressos e manuscritos nas livrarias de Portugal e Espanha, séculos XV-XVII

Das palavras e das coisas curiosas: correspondência e escrita na coleção de
notícias de Manuel Severim de Faria

Orientação dada

Mestrado e Doutorado

Ângelo de Oliveira Segrillo

 

 

 

 

Ângelo de Oliveira Segrillo é professor Livre Docente de história contemporânea no Departamento de História da Universidade de São Paulo. É responsável pela disciplina História Contemporânea com ênfase em Ásia. Coordena o Laboratório de Estudos da Ásia do Departamento de História da USP. Graduou-se pela Southwest Missouri State University (EUA), cursou mestrado no Instituto Pushkin de Moscou (Rússia) e doutorado na Universidade Federal Fluminense. É especialista em história da Rússia e ex-URSS eurasiana. Sua tese de doutorado foi considerada pioneira na historiografia brasileira por ter sido a primeira tese acadêmica nacional sobre a história da Rússia/URSS baseada em pesquisa direta nos antigos arquivos classificados soviéticos e fontes primárias russas originais. É autor de diversos livros e artigos sobre a história da Rússia, entre os quais: O Declínio da URSS: um estudo das causas (ed. Record), De Gorbachev a Putin (ed. Prismas), Rússia: Europa ou Ásia (ed. Prismas), Rússia e Brasil em Transformação (ed. 7letras) e Os Russos (ed. Contexto). Seus trabalhos se inscrevem na interface entre história, ciência política e relações internacionais.
(Texto informado pelo autor)

Sala: Corredor
E-mail: angelosegrillo@yahoo.com
Currículo Lattes
Homepage: http://www.angelosegrillo.blogspot.com
Linhas de pesquisa: História política

Algumas publicações
  • As publicações poderão ser encontradas na Homepage do professor.

Anita Waingort Novinsky


Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo(1956), especialização em Psicologia pela Universidade de São Paulo(1958), especialização em O Racismo no Mundo Ibérico pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales(1977), especialização em O Racismo no Mundo Ibérico pela Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales(1977), doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo(1970) e pós-doutorado pela Universidade de Paris I(1983). Atualmente é Livre Docente da Universidade de São Paulo, Consultora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Revisor de projeto de fomento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Revisor de projeto de fomento do Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Tem experiência na área de História. Atuando principalmente nos seguintes temas:Brasil Colonia, Cristao Novo, Historia, Historia do Brasil, Holocausto e Identidade. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

E-mail: anitano@terra.com.br
Currículo Lattes
Linhas de pesquisa: História da Cultura

Artigos: 
  • Inquisição. Cristãos Novos na Bahia. 11ª. Edição. Editora Perspectiva, São Paulo, 2007.
  • Gabinete de Investigação: uma “caça aos judeus” sem precedentes. Brasil-Holanda, séculos XVII e XVII. Editora Humanitas, São Paulo, 2007.
  • O Santo Ofício da Inquisição no Maranhão. A Inquirição de 1731. Editora Universidade Estadual do maranhão, São Luiz, Maranhão, 2006.
  • Inquisição: Prisioneiros do Brasil (séculos XVI-XIX). Editora Expressão e Cultura, Rio de Janeiro, 2002.
  • Novinsky, Anita e Kuperman, (org) Ibéria Judaica. Roteiros da Memória. Editora Expressão, rio de Janeiro e EDUSP, São Paulo, 1996.
  • Novinsky, Anita e Carneiro, Maria Luiza Tucci; (org) Inquisição. Ensaios sobre Mentalidades, Heresias e Arte. Editora Expressão e Cultura, Rio de Janeiro, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1992.
  • O olhar Judaico em Machado de Assis. Editora Expressão e Cultura, Rio de Janeiro, 1990.
  • Inquisição: Inventários de bens confiscados a cristãos novos no Brasil. Editora Imprensa Nacional. Casa da Moeda, Lisboa, 1978.
  • The Myth of the Marrano Names.:
  • Padre Antônio Vieira, a Inquisição e os Judeus.

Elizabeth Cancelli

 

 

 

 

É Professora de História na Universidade de São Paulo e orientadora no Programa de História Social. Foi também professora na Universidade de Brasilia, tendo sido, entre outros cargos, presidente do Conselho Editorial da EDUnB e diretora do CEPPAC. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1977), mestrado e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas. É livre-docente pela Universidade de São Paulo. Atualmente seu trabalho tem com ênfase a História do Brasil República e a História no pós-guerra. É autora dos vários livros, entre eles O Mundo da Violência: a polícia na Era Vargas; O Brasil e os outros: o poder das idéias; A cultura do Crime e da Lei no Brasil (1889-1930); Carandiru: a prisão, o psiquiatra e o preso; A intentona em Nova Yorque. (Texto informado pelo autor)

Sala: M-3
E-mail: cancellie@gmail.com
Currículo Lattes
Linhas de Pesquisa: História Política, História da Cultura

Páginas